UM MODO ELEKÔ DE PENSAR E FAZER CINEMA

Autores

  • Luciana Oliveira Vieira
  • Maria Beatriz Colucci Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.21665/2318-3888.v8n15p13-35

Resumo

As integrantes do Coletivo Mulheres de Pedra (RJ) subverteram a forma tradicional hierárquica de fazer e pensar cinema e se organizaram de maneira horizontal para produzir o curta-metragem Elekô (2015), além de propor uma metodologia em que pensar em coletividade e inserir a performance como prática audiovisual em seus filmes fazem parte do que chamaremos de um modo Elekô de pensar e fazer cinema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Oliveira Vieira

Mestra em Cinema e Narrativas Sociais e graduada em Audiovisual pela Universidade Federal de Sergipe.
Organizadora da EGBE - Mostra de Cinema Negro de Sergipe.

Maria Beatriz Colucci, Universidade Federal de Sergipe

Pós-doutora em comunicação pela Universidade de Juiz de Fora. Professora associada da Universidade Federal de Sergipe do curso de Graduação em Cinema e Audiovisual e do Mestrado Interdisciplinar em Cinema e Narrativas Sociais (PPGCINE).

Downloads

Publicado

2020-08-13

Edição

Seção

Dossiê: Arte e Gênero