TERRITÓRIOS DA FESTA

O CARNAVAL E O PROJETO NOVO RECIFE

Autores

  • Leonardo Esteves Universidade Federal de Sergipe/Professor; CEBRAP/Estágio Pós-Doutoral

DOI:

https://doi.org/10.21665/2318-3888.v11n22p145-166

Resumo

Neste artigo, reflito sobre as repercussões no patrimônio imaterial decorrentes das transformações em curso na área central do Recife, originadas pelo megaprojeto urbanístico, imobiliário e turístico intitulado "Novo Recife". Em particular, analiso o impacto desse plano de desenvolvimento e ocupação na dinâmica do carnaval nesta região da cidade. Abordo a área central do Recife considerando-a a partir da noção de "território", cujas características vão além da sua materialidade, abrangendo aspectos simbólicos, discursivos e políticos. As mudanças planejadas para essa área tendem alterar significativamente a paisagem urbana e a dinâmica festiva, introduzindo novos usos e formas de ocupação do espaço. As discussões apresentadas fazem parte de um estudo mais amplo sobre os impactos do Projeto Novo Recife. Para isso, utilizei estratégias metodológicas como observação direta, conversas informais e análise documental. Pretende-se que este trabalho contribua para uma compreensão mais abrangente sobre os desdobramentos dos projetos de desenvolvimento urbano no campo do patrimônio imaterial, com ênfase na experiência do carnaval no Recife.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Esteves, Universidade Federal de Sergipe/Professor; CEBRAP/Estágio Pós-Doutoral

Pesquisador do Programa Internacional de Pós-doutorado do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Sergipe - IPP-CEBRAP/PPGA-UFS.

Downloads

Publicado

2024-02-05

Edição

Seção

Dossiê: Paisagens em transição