O PAPEL DO LINGUAJAR NA EVOLUÇÃO HUMANA

UMA ABORDAGEM BASEADA NA TEORIA DA DERIVA NATURAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21665/2318-3888.v11n22p94-120

Resumo

A noção de linguajar oferece uma nova compreensão da relação íntima entre socialidade e linguagem. Neste artigo, abordo a emergência evolutiva da linguagem, assumindo a teoria autopoiética da deriva natural. Mostro que essa abordagem sistêmica da evolução oferece o background epistemológico ideal para avaliar o papel do linguajar no processo de hominização. A ideia central é que o modo de vida baseado no linguajar agiu como um atrator para o processo evolutivo. Essa reivindicação depende de três suposições interrelacionadas: 1) hábitos comportamentais e relacionais podem canalizar o curso de mudanças genéticas e estruturais; 2) a coordenação recursiva e formas específicas de socialidade definem as condições sistêmicas para a coexistência-pelo-linguajar a ser conservada ao longo de gerações; 3) a conservação dessas condições sistêmicas dão origem a um processo de feedback positivo em espiral que envolve o corpo, a cognição, e a cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-02-05

Edição

Seção

Dossiê: Paisagens em transição