Quaderna, a mestiçaria brasileira encarnada

Autores

  • Tereza Pereira do Carmo Universidade Federal da Bahia/UFBA

Palavras-chave:

Suassuna, Quaderna, Mestiçaria

Resumo

Propomos neste trabalho analisar a fusão literária na Pedra do Reino e o príncipe do Sangue do vai-e-volta de Ariano Suassuna tendo como ponto de referência os recursos próprios da poética clássica utilizados pelo autor. Tratamos igualmente da ficção como meio seguro para se viver aventuras e construir um reino encantado e a composição da obra a partir da mistura que dá origem a Quaderna, o protagonista de Suassuna. Ao analisarmos as metamorfoses da personagem Quaderna, percebemos a influência de obras do passado e uma proposta criativa para a fundação de um reino. Como aedo, Quaderna apresenta o fim trágico de sua família e cria mitos e heróis na construção de seu Reino.

Referências

CARVALHO, S. P. P. As muitas Faces de uma Pedra: o universo lexical da obra em prosa de Suassuna. Tese (Doutorado

em Filologia e Língua Portuguesa). São Paulo: Universidade de São Paulo, 2011.

COLOMBANI, M. C. Homero. Ilíada: uma introducción crítica. Buenos Aires: Santiago Arcos Editor, 2005.

DETIENNE, M. A Invenção da Mitologia. Tradução André Telles. 2ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio; Brasília, D.F.:

UnB, 1998.

HOMERO. Odisseia. Trad. Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.

LEMOS, A. P. S. Ariano Suassuna, o palhaço-professor e sua Pedra do Reino. Dissertação (Mestrado em Literatura

Comparada), Faculdade de Letras. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2006.

NUNES, G. P. As ressonâncias da literatura popular do nordeste no Romance da Pedra do Reino e o príncipe do

sangue do vai-e-volta. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários), Faculdade de Letras. Santa Maria: Universidade

Federal de Santa Maria, 2010.

NUNES, G. P. A imaginação quadernesca como o palco do Romance d’A Pedra do Reino. In: Revista Crioula, nº 1. USP,

maio, 2012. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/crioula/article. Acesso em 15 set. 2013.

PEREIRA, E. G. O rouco e castanho cantar de Ariano Suassuna: ‘O rei degolado nas caatingas do sertão ao sol da

onça Caetana’, uma proposta de leitura dos valores carolíngios. Dissertação (mestrado em Estudos Românicos).

Lisboa: Universidade de Lisboa, 2007.

SUASSUNA, A. Romance d’A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta. Rio de Janeiro: José Olympio

Editora, 1972.

UBERSFELD, A. Para ler o teatro. Tradução de José Simões. São Paulo: Perspectiva, 2010.

Publicado

2015-11-10

Como Citar

CARMO, Tereza Pereira do. Quaderna, a mestiçaria brasileira encarnada. A Palo Seco – Escritos de Filosofia e Literatura, São Cristóvão-SE: GeFeLit, n. 7, p. 39–48, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/apaloseco/article/view/n7p39. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos