Literatura como fonte

representações acerca das festas populares na escrita intelectual (1881-1970)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61895/pl.v17i33.19596

Palavras-chave:

Festas, Literatura, Cultura popular

Resumo

Desde o final do século XIX, as festas, sendo parte da estrutura do cotidiano, eram apresentadas nos romances que tinham como inspiração as experiências de homens e mulheres nas cidades e no campo. Neste artigo, apresento uma reflexão sobre a abordagem de algumas festas populares da cidade de São Luís, sobretudo do São João e do Bumba meu boi, nas obras de intelectuais maranhenses entre o final do século XIX e segunda metade do século XX. Pretendo, por meio de um exercício de análise histórica tanto das obras quanto dos autores, refletir sobre de que maneira elas representam estas festividades e a realidade social com a qual pretendiam dialogar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Martins, UEMA

Doutora em História Social - UFF

Professora do Departamento de História da Universidade Estadual do Maranhão

Referências

ABREU, Martha. Mello Moraes Filho: festas, tradições populares e identidade nacional. In: CHALHOUB, S. PEREIRA, L. A História Contada: capítulos de história social da literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998.

AZEVEDO, Aluísio. O Mulato. Ministério da Cultura. Fundação Nacional do Livro. 1881.

AZEVEDO, Artur. O Bumba meu boi. Revista Kosmos, ano II, n. 1, jan. 1906.

AZZI, Riolando. O catolicismo popular no Brasil: Aspectos da história. Petrópolis: Vozes. 1978.

ARANHA, Graça. O meu próprio romance. São Luís: EDUFMA, 2018.

BARROS, Antônio Evaldo Almeida. O Pantheon Encantado: culturas e heranças étnicas na formação da identidade maranhense (1937 – 1965). Salvador, 2010. Dissertação (Mestrado em Estudos étnicos e africanos) - UFBA, Salvador, 2010.

CHALHOUB, Sidney; PEREIRA, Leonardo Affonso de Miranda. A História contada: capítulos de história social da literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 1998.

CORRÊA, Helidacy. São Luís em festa: o bumba meu boi e a construção da identidade cultural do Maranhão. São Luís: EDUEMA, 2012.

DANTAS, Carolina Vianna. O Brasil Café com Leite: história, folclore, mestiçagem e identidade nacional em periódicos. (Rio de Janeiro, 1903-1914). Niterói, 2007. Tese (Doutorado em História). PPGH, UFF, Niterói, 2007.

DE JESUS, Mateus Gato. Astolfo Marques e as festas populares maranhenses. Afro-Ásia, 48 (2013), 337-360 DOI: https://doi.org/10.1590/S0002-05912013000200010

FERRETTI, Sérgio. Encantaria Maranhense de Dom Sebastião. Comunicação Plenária apresentada no Congresso Europa das Nacionalidades: Mitos de Origens, discursos Modernos e Pós-Modernos – Universidade de Aveiro, Portugal em 10/05/2011.

LIMA-PEREIRA, Rosuel. Mythogénèse, syncrétisme et pérennité du sébastianisme dans l’identité brésilienne du XXe et du début du XXIe siècle: L’État du Maranhão et ses manifestations socio religieuses. Tese de doutorado, École Doctorale Montaigne Humanités, Universidade Montaigne-Bordeaux 3: França, 2012;

MARTINS, Manoel. Operários da saudade: os novos atenienses e a invenção do Maranhão. São Luís: EDUFMA, 2006.

MONTELLO, Josué. Os Tambores de São Luís. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005.

MONTELLO, Josué. Aluísio Azevedo e a Polêmica D’ “O Mulato”. Rio de Janeiro: J. Olympio; Brasília: INL, 1975.

MORAES, José Nascimento. Vencidos e Degenerados. São Luís: Centro Cultural Nascimento Moraes, 2000.

PAXECO, Fran. O Deus Momo. A Pacotilha. 08/02/1910.

PEREIRA, Leonardo Affonso de Miranda. O Carnaval das Ruas: literatura e folia nas ruas do Rio de Janeiro.

SERRA, Astolfo. Guia Histórico e Sentimental de São Luís do Maranhão. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965.

SERRA, Astolfo. Terra enfeitada e rica. São Luís, 1941.

RIBEIRO, Maria José Bastos. O Maranhão de Outrora. Rio de Janeiro, Rodrigues, 1942.

ZANELA, Agda Adriana. A Epopéia maranhense de Josué Montello: desvendando a poética montelliana em quatro romances. Araraquara/SP, 2009. Tese de Doutorado em Estudos Literários, UNESP, Araraquara/SP, 2009.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

MARTINS, Carolina. Literatura como fonte: representações acerca das festas populares na escrita intelectual (1881-1970). Ponta de Lança: Revista Eletrônica de História, Memória & Cultura, São Cristóvão, v. 17, n. 33, p. 267–286, 2023. DOI: 10.61895/pl.v17i33.19596. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/pontadelanca/article/view/19596. Acesso em: 18 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.