EPICTETO E O OS ESTOICOS: UMA ONTOLOGIA DA SUPERFÍCIE

Autores

  • Aldo Dinucci VIVA VOX / DFL / UFS

DOI:

https://doi.org/10.52052/issn.2176-5960.pro.v11i27.9256

Resumo

Após apresentar sumariamente algumas teorias estoicas, refletiremos sobre reflexões de Deleuze concernentes à noção de acontecimento e o estoicismo, mostrando que nos estoicos e, em particular, em Epicteto, vemos se desenrolar uma ontologia da superfície que valoriza epistemicamente o fluxo do sensível e é, em termos éticos, um convite ao maravilhamento diante do mundo.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-08-20

Como Citar

Dinucci, A. (2018). EPICTETO E O OS ESTOICOS: UMA ONTOLOGIA DA SUPERFÍCIE. Prometeus Filosofia, 11(27). https://doi.org/10.52052/issn.2176-5960.pro.v11i27.9256

Edição

Seção

Dossiê Estoicismo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>