Resistência e empoderamento feminino em Jussara Salazar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47250/forident.v38n1.p221-232

Palavras-chave:

Literatura de autoria feminina, Literatura de gênero, Feminicídio

Resumo

Este artigo apresenta incursões no poemário O dia em que fui Santa Joana dos Matadouros, publicado em 2020 por Jussara Salazar, para destacar o modo como a autora explora a temática da violência contra a mulher, seu silenciamento, a opressão patriarcal, o feminicídio. O objetivo é explicitar a intensidade poética de vozes insubmissas contra tal estado de violência, de forma a um tempo lírica e política. Uma leitura atenta desses textos oferece possibilidades de interpretação alinhadas ao empoderamento do universo feminino diante de circunstâncias opressoras e situações de marginalização que envolvem a experiência de ser mulher na sociedade contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Cattelan, Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO

Mestra em Letras pelo Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual do Centro-Oeste. Professora da rede estadual de Educação Básica do Paraná. Membro do Grupo de Pesquisa Literatura e Educação.

Claudio Mello, Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO

Doutor em Letras e Professor Associado do Departamento de Letras da Universidade Estadual do Centro-Oeste. Membro do GT Literatura e Ensino da ANPOLL.

Publicado

2023-12-30

Como Citar

CATTELAN, Silvana; MELLO, Claudio. Resistência e empoderamento feminino em Jussara Salazar. Revista Fórum Identidades, Itabaiana-SE, v. 38, n. 1, p. 221–232, 2023. DOI: 10.47250/forident.v38n1.p221-232. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/forumidentidades/article/view/v38p221. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

SEÇÃO LIVRE