De Mascate a Lojista na Porta do Sertão

um comerciante de Vila de Cachoeira, Capitania da Bahia, América Portuguesa, Século XVIII

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61895/pl.v17i33.19714

Palavras-chave:

Comércio - Recôncavo da Bahia - Brasil colonial

Resumo

O artigo trata do caso do comerciante Bernardo Ribeiro de Araújo, que viveu na Vila de Cachoeira, Recôncavo da Capitania da Bahia, América Portuguesa, nas últimas décadas setecentista. O texto é dividido em duas partes, sendo que na primeira analisamos a Vila de Cachoeira e seu termo como um importante entroncamento comercial entre o litoral e o sertão. Na segunda parte, apresentamos o estudo do caso, buscando entender como ele realizou suas atividades mercantis nas funções de mascate e lojista.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, Pinto (org). Aspectos da Economia Colonial. Salvador, Editora Progresso,1957.

ARNIZÁU, José Joaquim de Almeida. Memória; topográfica, histórica, comercial e política da Vila de Cachoeira da Província da Bahia. Salvador: Instituto Histórico e Geográfico da Bahia/ Fundação Cultural do Estado da Bahia, 1998.

BERNARDO, Jozimar Luciovanio. Vocabulário têxtil na língua portuguesa do Brasil colônia: tessituras histórico-linguística. (Tese de Doutorado- UNESP). Araraquara, 2020.

BERTRAN, Paulo. Notícia Geral da Capitania de Goiás em 1783. Brasília, Solo Editores, 1996. T.2

BLUTEAU, Rafael. Dicionário da língua portuguesa [Reformado e acrescentado por Antônio de Moraes Silva/natural do Rio de Janeiro]. 2 tomos. Lisboa: Oficina de Simão Thaddeu Ferreira, 1789.

BLUTEAU, Rafael. Vocabulario portuguez & latino: aulico, anatomico, architectonico. Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu, 1712. 8 vols.

BRAUDEL, Fernand. Civilização Material, Economia e Capitalismo, séculos XV-XVIII – Os Jogos das trocas. São Paulo:Martins Fontes, 1998.

FURTADO, Júnia Ferreira. Homens de Negócio: a interiorização da metrópole e o comércio nas minas setecentista. São Paulo: Hucitec, 1999.

ESCHWEGE, W.L von. Pluto Brasiliensis. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2011.

JESUS, Gabriel Silva de. “Tanto Negócio e Tanto Negociantes”: a cidade de Salvador, uma cidade comercial (1750-1808). (Dissertação de Mestrado- UFBA) Salvador, 2019.

LAPA, José Roberto do Amaral. A Bahia e a Carreira da Índia. São Paulo: Hucitec/Unicamp, 2000.

MADUREIRA, Nuno Luís. Mercado e Privilégios: a indústria portuguesa entre 1750 e 1834. Lisboa: Estampa, 1997.

NARDI, Jean Baptiste. O fumo brasileiro no período colonial. São Paulo:Brasiliense, 1996.

PEDREIRA, Jorge e COSTA, Fernando Dores. D.João VI: um príncipe entre dois continentes. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

SILVA, Ana Paula Albuquerque. Produção Fumageira: Fazendas e Lavradores no Recôncavo da Bahia (1774-1830). (Dissertação de Mestrado-UFBA). Salvador, 2015.

SPIX&MARTIUS. Viagem pelo Brasil:1817-1820. Belo Horizonte/São Paulo:Itatiaia/EDUSP, 1981. 3v.

TOLLENARE, L. F. Notas Dominicais. Recife: Companhia Editora de Pernambuco, 1978.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

JESUS, Gabriel Silva de. De Mascate a Lojista na Porta do Sertão: um comerciante de Vila de Cachoeira, Capitania da Bahia, América Portuguesa, Século XVIII. Ponta de Lança: Revista Eletrônica de História, Memória & Cultura, São Cristóvão, v. 17, n. 33, p. 128–146, 2023. DOI: 10.61895/pl.v17i33.19714. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/pontadelanca/article/view/19714. Acesso em: 18 abr. 2024.