Abordagens tradutórias

João do Rio e Oscar Mendes traduzindo Oscar Wilde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47250/intrell.v40i1.p127-138

Palavras-chave:

Teoria da tradução, Literatura comparada, João do Rio, Oscar Wilde, Oscar Mendes

Resumo

O artigo discute a práxis do fazer tradutório – por meio de um viés descritivo – e averigua como o repertório, a estilística individual e a influência da estética do tradutor se revelam nas escolhas metodológicas de um tradutor frente ao texto-fonte, considerando o recorte histórico no qual ele e os leitores da época se encontram. Para tal, utiliza-se o aporte teórico de Itamar Even-Zohar (2013), André Lefevere (2007), Lawrence Venuti (2002) e Gideon Toury (2012), selecionando-se excertos da obra The Decay of Lying (1891) de Oscar Wilde e traduções para o português realizadas por João do Rio (1911) e Oscar Mendes (1961).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Queiroz Pedro, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR/Pato Branco

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Letras na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco. Grupo de Pesquisa CNPq GELCON.

Mirian Ruffini, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR/Londrina

Pós-doutorado e Doutorado em Estudos da Tradução, Mestre em Letras. Professor do Magistério Superior da UTFPR, Departamento de Ciências Humanas e Sociais, Campus Londrina. Grupo de pesquisa CNPq GELCON.

Referências

ARAÚJO, R. C. A alma encantadora de João do Rio. Revista Educação Pública. v. 14, Ed. 2, 2014.

EVEN-ZOHAR, I. Teoria dos polissistemas. Trad. Luis Fernando Marozo, Carlos Rizzon & Yanna Karlla Cunha. Revista Translation 4, pp. 2-21, 2013.

GENETTE, G. Paratextos editoriais. Trad. de Álvaro Faleiros. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

LEFEVERE, A. Tradução, reescrita e manipulação da fama literária. Trad. Claudia Matos Seligmann. Bauru, SP: Edusc, 2008.

STERVID, B. T. Do texto ao contexto: uma análise comparativa das abordagens descritiva e funcional dos Estudos da Tradução. São Paulo, SP: Pandaemonium, v. 23, n. 39, p. 1-24, 2020.

TOURY, G. Descriptive Translation Studies and Beyond. Revised Edition. Philadelphia: John Benjamin Publishings, 2012.

VENUTI, L. Escândalos da tradução: por uma ética da diferença. Trad. Laureano Pelegrin, Lucinéia Marcelino Villela, Marileide Dias Esqueda e Valéria Biondo; revisão técnica de Stella Tagnin. Bauru: EDUSC, 2002.

WILDE, O. Intenções. Trad. João do Rio. Rio de Janeiro, RJ: Livraria Império, 1957.

WILDE, O. Obra Completa. Trad. Oscar Mendes. Rio de Janeiro, RJ: Nova Aguilar, 2003.

WILDE, O. Intentions: The decay of lying, Pen, pencil and poison, The critic as artist, The truth of masks. New York: Brentano’s, 1905.

Publicado

2024-02-02

Como Citar

PEDRO, Matheus Queiroz; RUFFINI, Mirian. Abordagens tradutórias: João do Rio e Oscar Mendes traduzindo Oscar Wilde. Interdisciplinar - Revista de Estudos em Língua e Literatura, São Cristóvão-SE, v. 40, n. 1, p. 127–138, 2024. DOI: 10.47250/intrell.v40i1.p127-138. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/interdisciplinar/article/view/v40p127. Acesso em: 24 abr. 2024.